Para investigadores não europeus 

Os investigadores de todo o mundo podem candidatar‑se a subvenções do CEI, desde que a investigação a levar a cabo seja realizada num Estado-Membro da UE ou num país associado.

As subvenções do CEI são cada vez mais reconhecidas a nível internacional por laurearem a excelência científica.

Os projectos de investigação financiados pelo CEI podem ter uma duração até cinco anos e podem cobrir investigação "de fronteira" em qualquer domínio científico, incluindo ciências sociais e humanas e estudos interdisciplinares. As subvenções podem ajudar tanto líderes de investigação emergentes (ERC Starting Grants – Subvenções do CEI para Arranque como Investigador Independente) como cientistas experientes e reconhecidos (ERC Advanced Grants – Subvenções do CEI para Investigadores Avançados). 

A subvenção dos investigadores que se mudem para a Europa (Estado-Membro da UE ou país associado) pode ser reforçada, até um total de 2 milhões de euros, no caso das subvenções ERC Starting Grants (em vez do milhão e meio de euros concedido aos cientistas já estabelecidos na Europa), e de 3,5 milhões de euros, no caso das subvenções ERC Advanced Grants (em vez de 2,5 milhões de euros). 

As candidaturas podem ser apresentadas em resposta a um convite à apresentação de propostas para subvenções ERC Starting Grants e para subvenções ERC Advanced Grants, respectivamente). Relativamente a cada candidato seleccionado, será assinado um acordo entre o CEI e a instituição que acolher o respectivo projecto de investigação (instituição de acolhimento) num Estado-Membro da UE ou num país associado. 

As propostas são seleccionadas por painéis de avaliação internacionais pelos pares altamente reconhecidos.

Os processos de candidatura, concessão das subvenções e apresentação de relatórios são muito simples e fáceis. Além disso, os investigadores têm a possibilidade de, se tal se revelar útil, mudar de instituição de acolhimento na Europa no decurso do projecto, porquanto as subvenções CEI são “portáteis”: os fundos acompanham o investigador e não estão vinculados à instituição de acolhimento inicial.

Tempo a consagrar ao projecto

Os investigadores que se candidatam a financiamento do CEI devem estar fortemente empenhados no projecto e dispostos a consagrar‑lhe bastante tempo. Contudo, não são obrigados a consagrar‑lhe a totalidade do tempo na Europa, enquanto realizam a investigação financiada pelo CEI.

No caso das subvenções ERC Starting Grants, o investigador principal deve consagrar, no mínimo, 50% do seu tempo de trabalho total ao projecto financiado pelo CEI e passar, no mínimo, 50% do seu tempo de trabalho total num Estado-Membro da UE ou num país associado. 

No caso das subvenções ERC Advanced Grants, o investigador principal deve consagrar, no mínimo, 30% do seu tempo de trabalho ao projecto financiado pelo CEI e passar, no mínimo, 50% do seu tempo de trabalho total num Estado-Membro da UE ou num país associado. 

As subvenções do CEI apoiam projectos realizados por investigadores individuais (investigadores principais) e pelas suas equipas. A constituição das equipas de investigação é flexível e os membros das equipas podem ser de qualquer nacionalidade, europeia ou não europeia, consoante a natureza do projecto. 

As vagas para membros de equipas de projectos CEI podem ser publicadas pelos investigadores principais respectivos na base de dados Euraxess‑Jobs. 

Alguns testemunhos de beneficiários de subvenções de nacionalidade não europeia são apresentados na nossa brochura: ERC grants for top researchers from all over the world (Subvenções do CEI para investigadores de alto nível de todo o mundo)